Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Onde o mote é a fotografia e... outras eventuais peregrinações.


06
Dez11

Amar!

por Maximiliano

Amar!

 

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui... além...

Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...

Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...

Prender ou desprender? É mal? É bem?

Quem disser que se pode amar alguém

Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma primavera em cada vida:

É preciso cantá-la assim florida,

Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada

Que seja a minha noite uma alvorada,

Que me saiba perder... pra me encontrar...

 

Florbela Espanca

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:13


2 comentários

Imagem de perfil

De João Freitas Farinha a 11.12.2011 às 09:39

Boa composição. Acho que só precisava de mais um bocadinho de contraste (ou de mais tons escuros, para ser mais específico).
Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 08.12.2011 às 19:04

As curvas do amor de mãos dadas e com excelente poema a acompanhar.

Manu

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Posts mais comentados