Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Onde o mote é a fotografia e... outras eventuais peregrinações.


IMG_5216b.jpg

IMG_5226b.jpg

 

 

 

IMG_5198b.jpg

IMG_5199.jpg

IMG_5193b.jpg

IMG_5191b.jpg

IMG_5220b.jpg

Mosteiro da Serra do Pilar localiza-se no alto da serra do Pilar, na freguesia de Santa Marinha, cidade e concelho de Vila Nova de Gaiadistrito do Porto, em Portugal.

No início do século XVI o Mosteiro de Grijó encontrava-se em ruínas e, em 1535João III de Portugal, o reformador do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra e o Prior-Mor, D. Bento de Abrantes, concertaram a transferência daqueles Agostinianos para a serra de São Nicolau, em Gaia.

O projeto inicial teve a direção de Diogo de Castilho e João de Ruão, tendo as obras sido iniciadas em 1538. Estenderam-se até 1670, com a conclusão da Igreja de Nossa Senhora do Pilar.

Posteriormente, no contexto da Guerra Civil Portuguesa (1828-1834), quando do Cerco do Porto (Julho de 1832 - Agosto de 1833), as tropas liberais instalaram-se nas dependências do mosteiro, proporcionando suporte às forças liberais sitiadas do outro lado do rio Douro.

Ao final do conflito, fruto dos constantes ataques que sofreu, encontrava-se em deplorável estado de ruína, caindo em abandono. Em 1834 foi criada a "Real Irmandade de Nossa Senhora do Pilar" e, em 1925, o "Grupo de Amigos do Mosteiro da Serra do Pilar" que gradualmente foram procedendo à recuperação do conjunto, atualmente requalificado como espaço museulógico.

A partir de Dezembro de 2012 passou a acolher um portal de promoção do património da região junto dos visitantes.

O projecto envolve um investimento que ronda os 250 mil euros e resulta de um protocolo assinado há alguns meses com a irmandade que gere o templo e com o Exército português, que ocupa uma parte do edifício.

O portal permitiu melhorar a oferta turística nortenha e oferecer aos visitantes uma informação qualificada e integrada sobre os quatro sítios da região que estão classificados pela UNESCO: os centros históricos do Porto e de Guimarães, o Douro Vinhateiro e o Parque Arqueológico do Côa.

Para além disso, o equipamento apresenta ainda, com recurso a instrumentos multimédia, elementos relativos a todos os elementos patrimoniais classificados na região, nomeadamente os monumentos mais emblemáticos (castelos, igrejas e museus) e produtos culturais como a Rota do Românico ou a Rota dos Mosteiros em Espaço Rural.

A entrada em funcionamento do portal dá utilidade a um conjunto de espaços monumentais que se encontravam devolutos. A mostra fica instalada em duas salas, incluindo o antigo refeitório do mosteiro, permitindo ainda o acesso à capela e a realização de visitas guiadas à igreja, sendo possível subir ao zimbório do mosteiro, de onde se desfruta de uma vista única sobre o Porto.

O equipamento permite visualizar, em três línguas estrangeiras (inglês, francês e espanhol), um filme especialmente produzido para o efeito, ilustrativo da riqueza patrimonial da região.

Origem: Wikipédia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:40



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados