Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Onde o mote é a fotografia e... outras eventuais peregrinações.


08
Set15

IMG_0738n.jpg

IMG_0744bm.jpg

Provisória 30833v.jpg

Provisória 30834b.jpg

Os ‘Meninos do Rio’, como são conhecidas as crianças e os jovens que todos os dias se atiram ao Douro na Ribeira do Porto e recentemente inspiraram uma curta-metragem espanhola com o mesmo nome que foi premiada internacionalmente, continuam a encantar os turistas.

A tradição de banharem-se no Rio Douro e receberem umas moeditas em troca, já vem dos antepassados, pelo menos dos pais e dos avós. A lembrarem os meninos pobres de “Aniki Bobó”, de Manoel de Oliveira, não deixam indiferentes o cada vez maior número de turistas que diariamente demandam as zonas ribeirinhas, no Porto e em Vila Nova de Gaia.

17 metros a pique 

A regra é os putos da Ribeira pedirem um euro aos grupos de turistas, para se lançarem, de cabeça, do tabuleiro inferior da Ponte D. Luís I para o Rio Douro. O que impressiona a generalidade dos estrangeiros é a altura – são cerca de 17 metros a pique – com que os jovens portuenses se atiram à água. Antes costumam benzer-se, porque sabem o risco que correm. Ainda há uma semana,um dos jovens, que ousou fazer um “salto mortal”, fracturou uma costela. “Mas para nós dar estes saltos é coisa banal”, afirmam os jovens.

Fonte: SOL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:13


1 comentário

Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 10.09.2015 às 01:45

Já tinha ouvido falar destes meninos do Rio, mas nunca em fotos tão bem conseguidas como estas.
A vida é um risco e o que não se faz para ganhar uns cobres!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Posts mais comentados