Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Onde o mote é a fotografia e... outras eventuais peregrinações.


17
Mar15

Senhor de Matosinhos

por Maximiliano

IMG_3985-002.jpg

IMG_3988-001B.jpg

IMG_4003-001B.jpg

IMG_4004-001B.jpg

Igreja Matriz de Matosinhos

Bom Jesus , também referida como Igreja Matriz de Matosinhos, localiza-se na cidade e concelho de Matosinhosdistrito do Porto, em Portugal. Constitui-se em destino de peregrinação, lugar de romaria e festas em honra do Senhor de Matosinhos.

 História:

O templo já existia no século XVI.

Foi totalmente renovado no século XVIII, sendo dotado da mais elegante e exemplar linguagem barroca com traça do arquiteto italiano Nicolau Nasoni. As obras iniciaram-se em 1743, com recursos às ofertas prometidas pelos emigrantes que faziam fortuna no Brasil e aos "ex-votos" da gente do mar nas aflições da sua labuta.

Características:

A fachada, de grandes dimensões e ritmada por pilastras e forte entablamento mistilíneo, oscila entre o equilíbrio estrutural e a exuberante decoração barroca. Possui três portais, o central de maiores dimensões, e dois nichos laterais com estátuas de S. Pedro e S. Paulo. Lateralmente impõem-se as torres sineiras. É ainda de referir o grande adrocircundante.

O interior é constituído por corpo de três naves separadas por cinco arcos quinhentistas de volta perfeita, assentando em colunas da ordem jónica e sustentando uma cobertura de madeira formada por caixotões seiscentistas. As capelas laterais acolhem retábulos barrocos em talha dourada, executados em meados do século XVIII pelo entalhador Domingos Martins Moreira e dourados por José da Mota Manso, também autor dos belos púlpitos. As sanefas e varandas das janelas são obra de Manuel da Costa Andrade, executadas entre 1753 e 1754. O rocaille está presente em quatro bancos de espaldar, obra de José Teixeira de Guimarães realizada em 1772.

A cabeceira possui um retábulo de talha dourada, de transição entre o estilo nacional e o joanino, invadindo a sua cobertura, arco cruzeiro e paredes laterais, projecto da autoria do portuense Luís Pereira da Costa. No transeptodestacam-se os retábulos de talha dourada da Capela do S. Sacramento e do Senhor dos Passos, empreitada concretizada pela parceria Domingos Martins Moreira e José da Mota Manso entre 1746 e 1750.

No coro-alto, encontra-se o órgão histórico de tipologia nórdica, que apresenta fachada hamburguesa de 3 torres e quatro painéis de tubos. Construído em 1685 pelo organeiro Michael Hensberg, natural dos Países Baixos, destinava-se ao Mosteiro dos Lóios no Porto. Transferido para esta igreja, foi remodelado em 1859 pelo organeiro José António dos Santos, que o iberizou. Em 1992 foi restaurado pela Oficina e Escola de Organária de Esmoriz, que procurou repor as suas feições originais. Possui 10 registos, alguns inteiros e outros divididos, num único manual.

Wikipédia

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Posts mais comentados