Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Onde o mote é a fotografia e... outras eventuais peregrinações.

30
Set14

 

 

 

 

 

 

Os cisnes são aves aquáticas da subfamília Anserinae, que inclui também os gansos. No seu conjunto, formam o géneroCygnus, sendo caracterizados pelo longo pescoço e por patas curtas. A sua distribuição geográfica é diversificada, sendo os cisnes do hemisfério norte brancos, enquanto que os do hemisfério sul apresentam plumagem por vezes colorida. Os cisnes formam casais monogâmicos e constroem ninhos onde chocam entre 3 a 8 ovos. Se a nidificação falha, é comum os membros do casal de cisne procurarem outro parceiro, que as vezes pode ser do mesmo sexo e tomando o ninho das das próprias femêas e assim continuando a cuidar do ovo.

No Reino Unido, todos os cisnes são de propriedade da rainha Elizabeth II, e se você machucar uma dessas aves será processado pela rainha em pessoa. Essa regra remonta ao século 12, onde os cisnes eram contados e examinados e foi onde a coroa reivindicou a propriedade dos cisnes para garantir o fornecimento de aves para banquetes.

Wikipédia, a enciclopédia livre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:58

27
Set14

Restos de Colecção

por Maximiliano

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:16

25
Set14

Do mundo rural

por Maximiliano

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:05

22
Set14

Gente

por Maximiliano

 

 

 

 

 

 

Esta Gente

Esta gente cujo rosto
Às vezes luminoso
E outras vezes tosco

Ora me lembra escravos
Ora me lembra reis

Faz renascer meu gosto
De luta e de combate
Contra o abutre e a cobra
O porco e o milhafre

Pois a gente que tem
O rosto desenhado
Por paciência e fome
É a gente em quem
Um país ocupado
Escreve o seu nome

E em frente desta gente
Ignorada e pisada
Como a pedra do chão
E mais do que a pedra
Humilhada e calcada

Meu canto se renova
E recomeço a busca
De um país liberto
De uma vida limpa
E de um tempo justo

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "Geografia"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:47

22
Set14

Varandas

por Maximiliano

  

 

 O "Mal Cozinhado" de cara lavada

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40

21
Set14

Do Muro da Ribeira

por Maximiliano

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:16

18
Set14

 

  

 

 

 

 

HISTÓRIA

 

Na sequência da construção do Mercado Municipal de Matosinhos, a Câmara Municipal do Porto contratou a empresa ARS Arquitectos, dos Arquitetos Fortunato Cabral, Cunha Leão e Morais Soares, para desenhar um novo mercado municipal para a cidade. O edifício foi projetado em 1949, as obras iniciaram-se em 1951 e a inauguração aconteceu no ano seguinte. O novo edifício seria marcado por uma conceção arquitetónica moderna, com estrutura em betão armado e uma inovadora cobertura abobadada rasgada por grandes envidraçados, permitindo uma boa iluminação natural de todo o espaço.

 

O edifício foi desenhado com três pisos, de forma a aproveitar o declive natural da área, sendo a sua periferia ocupada por lojas independentes. Outra particularidade do edifício original era a separação zonal do mercado, situando-se a peixaria num nível inferior de forma a permitir um melhor arejamento. No primeiro piso localizava-se ainda uma galeria (que em grande parte sobrevive, depois da remodelação terminada em 2013) que circundava todo o mercado e dava acesso a lojas independentes, como talhos e padarias.

 

O NOVO BOM SUCESSO

 

Em Junho de 2009, o executivo da Câmara Municipal do Porto aprovou a entrega do Mercado do Bom Sucesso a uma empresa privada, a Eusébios, para a construção de um hotel "low cost". O projeto foi aprovado com os votos do PSDPP e PSe contou com a oposição do Bloco de Esquerda1 e do PCP.2 Foi também formado um movimento, Mercado do Bom Sucesso Vivo!, de oposição ao projeto.

 

Em 25 de Janeiro de 2011 foi assinada a escritura para a cedência do direito nos próximos 50 anos (prorrogáveis por mais 20) de superfície do Mercado do Bom Sucesso à empresa Mercado Urbano (subsidiária da bracarense Eusébios & Filhos, sa

wikipedia

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25

18
Set14

  

 

 Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

(…)

Alberto Caeiro
(Heterónimo de Fernando Pessoa)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:12

17
Set14

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:32

14
Set14

 

  

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:16


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.